quinta-feira, 27 de setembro de 2007

VAN GOGH




"Trigal sem corvos" , 1999 - óleo s/tela, 50 x 65




Imagino como este homem não deve ter sofrido com àquela sociedade, seu modo de ver as coisas estava bem mais à frente do que todos de sua época. Como todos nós sabemos, em outras épocas, todo aquele que não compartilhasse do mesmo pensamento do Estado ou da Igreja eram considerados bruxos ou malucos. Acho que apenas Théo, irmão de Van Gogh, e o médico Dr. Gachet conseguiu entender Van Gogh, e entenderam pq simplesmente mergulharam neste mundo enigmático e encantador. O que mais me chama a atenção num quadro de Van Gogh são as pinceladas, fico contemplando por minutos a dança dos pincéis e através desta é possível sentir o aroma das tintas, principalmente o tom amarelado.




O amarelo comestível de Van Gogh


Ontem encontrei com Van Gogh, estávamos num desses cabarés franceses conversando e saboreando a melodia de Chopin. Ao som de Nocturne Op.9 nº 2, viajei pelos trigais buscando desesperadamente o segredo dos tons amarelados.
Os corvos estão partindo,indício de que a melodia está acabando e meu tempo também. O desespero toma conta de mim quando percebo que não degustei a tonalidade amarelada.
- Vou-me suicidar! Pensei.
Aponto a arma para a minha cabeça mas o tiro saiu pela culatra e quando percebo, vejo meu amigo holandês ali caído, morto!
Lá se vai Van Gogh e com ele o segredo do amarelo comestível.


Lucho (18/04/2007)













quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Guemanisse


(O Violão - 2003 - óleo s/tela coleção particular)


Não posso deixar de enaltecer a Editora Guemanisse que fica em Teresópolis, cidade serrana do RJ...mais precisamente em junho do ano passado recebi um convite desta Editora me convidando a participar do 3º Concurso de Contos e Poesias e recebi aquele convite como um presente angelical, dando-me a oportunidade de entrar no mundo das poesias. Já fazia poesias mas era apenas, naquele momento, um passatempo e a partir deste convite vi a possibilidade de ir mais além. Tive a felicidade de ter participado do livro Convergentes e do livro Garimpo de Palavras, este último pelo 4º Concurso de Contos e Poesias. Só que a Editora não para por aí, além do Concurso de Trovas e Crônicas e o Concurso de Minicontos e Haicais eles estão partindo para o campo da música. Resgatando a verdadeira música brasileira. Chega desta pastiche mal feita e da pior qualidade, consumimos o que há de mais pobre da música americana. Vamos dizer não aos funks da vida, aos axés e vamos abraçar pra valer a verdadeira MPB. Eu escutei ontem ( 25 de setembro) o cd Maias e Cavalcantes e me deu a sensação que ainda é possível escutar boas canções mesmo estando cercado de lixos musicais. Quem quiser dar uma olhada no site desta Editora eu deixo aqui o link:















terça-feira, 25 de setembro de 2007

Sonho de um Sonhador

Olá amigos! Estou de volta, depois de um longo período ausente...roubaram e deletaram pela segunda vez meu blog mas como sou persistente aqui estou pela terceira vez e agora é pra ficar.rsrss
Não devemos desanimar com os obstáculos que são colocados em nosso caminho, não devemos desistir de nossos objetivos só pq alguém tentou nos derrubar. Estamos num barco flutuando pelo mar de rosas e cabe a nós desviarmos com sabedoria dos espinhos. E lembrem-se: " Nenhuma distância é tão longa, quando se acha o que se busca. "


Travessia

Minha sorte
tentarei no Sul,
ou até mesmo no Norte.
Lutando pela vida,
encarando a própria morte.

Pés descalços
desafiando espinhos.
Trilhas e caminhos,
calabouços e cadafalsos.

Incansável luta
do cangaceiro.
Suor de prostituta,
a fé do romeiro.

A esperança fica distante,
não o bastante
para quem tem fome.
Andarei mil léguas
e a alcançarei,
dando uma trégua
na miséria que me
consome.
Sonhando um dia
em ser rei.


Lucho ( 24/10 à 31/10/04 )